História

Localizado no Largo Theodoro Herzl desde 1944, o Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre (HPS) , além de ser um centro de referência regional para o atendimento de politraumatizados, é considerado modelo nacional em diversas especialidades de pronto atendimento.

 

A demanda de traumas provém de todo o Estado do Rio Grande do Sul e também de Santa Catarina. Cerca de 40% dos atendimentos de urgência que geram internação não são pessoas residentes em Porto Alegre.

 

O atendimento da Instituição é universal. Os serviços prestados pelo HPS são sempre gratuitos, independentemente do tipo de especialidade, equipamento ou medicamento utilizado. Esse é um fator que também contribui para o relevante reconhecimento do hospital junto à população.

 

O Pronto Socorro reúne três elementos fundamentais que garantem a larga legitimidade social que tem:

•  efetivo pronto atendimento;

•  efetiva universalidade e equidade no acesso aos serviços;

•  reconhecida qualidade médica nas especialidades em que atua.

 

A demanda crescente de atendimentos tem gerado dificuldades para as equipes médicas e de enfermagem e para a estrutura física do hospital. Na década da criação do Pronto Socorro, a sociedade porto-alegrense era formada de 521 mil habitantes.

 

Hoje, a duplicação deste número expõe os desafios enfrentados pela administração da instituição e pela sociedade – expansão e adequação do atendimento às novas demandas, sem perda da qualidade dos serviços.